Benvido ao antigo chuza. Esta web é de só lectura. Preme aquí para ires ao novo Chuza!
 
27votadas
pechado

Fronte común para pedir á Xunta que derrogue o 'decretazo' e cumpra a Carta europea das linguas (agás o PP e Podemos)

Unha ducia de organizacións políticas – só se autoexcluiu o PP- escenifican no Parlamento da Galiza o apoio á moción conjunta que se presentará en concelhos e diferentes institucións a prol do galego e impulsada pola Mesa. A moción preséntase a raíz do informe do Conselho de expertos de Bruxelas, que por segunda vez saca as cores ao goberno do senhor Núnhez Feijóo polos seus incumprimentos en materia lingüística.

17votadas
pechado

Os portugueses, na Galiza, gostam de falar espanhol?

…E quando vierem à Galiza, falem galego, não permitam que se repitam situações como esta: -Buenos dias, aonde tenemos que ir para encontrarmos el museu X? -Bom dia. Para chegarem ao museu continuem até a praça e depois virem à esquerda. -O senhor é português?

19votadas
pechado

PP, PSOE, Ciudadanos e FORO, acordam no Parlamento das Astúrias, proibir o uso do asturiano ou asturolleones

O PP enxerga o apoio de PSOE, Ciudadanos e Foro, para proibirem o uso do asturiano no Parlamento das Astúrias, sendo o castelhano a única língua que lá pode ser usada. Segundo a porta-vos do PP Mercedes Fernández isto é "um tema capital por razões de legalidade, de opinião e de crenças". Apresentou um informe verbal do Letrado Maior da Xunta que nom aconselhava convocatórias bilingues com línguas não oficiais. Deixaram claro que "o bable, sem dúvida tem que ser estudado por quem quiser e reconhecido como parte da nossa identidade, mas sem impo

 5 comentarios en: Cultura, Língua karma: 91
26votadas
pechado

A 'Secretaría Xeral de Política Lingüística' da 'Xunta' promove um concurso de microrrelatos que exclui o galego

O passado 6/02/16, o renovado portal da 'Secretaría Xeral de Política Lingüística' (sic, e que presumidamente tem como fim a promoção e extensão do uso do galego) publicava a convocatória dum concurso promovido pola "Fundación Camilo José Cela" (sic). O comunicado da SXPL indica que os textos participantes devem começar com as seguintes palavras: “Mi padre se llama como yo, y yo me llamo como mi hijo...”. Na ligação às bases da convocatória do concurso, redigidas só em castelhano, indicam que os textos deverão ser também em castelhano.

 1 comentarios en: Cultura, Língua karma: 100
14votadas
pechado

Dúbidas do galego: Pementón

En galego non existe a palabra pementón, que é unha adaptación do castelán pimentón á nosa fonética. Polo tanto, usaremos pemento para definir tanto o vexetal de orixe americana fresco coma o condimento moído que se fai a base de pementos deshidratados.

10votadas
pechado

Vídeo-dica @emgalego: ensinar e mostrar

A Loaira da Ciranda explica-nos neste vídeo-dica quando se usa o verbo ensinar e quando o verbo mostrar.

24votadas
pechado

Carlos Valcárcel: O galego nas escolas urbanas: uma segunda língua ambiental?

Como professor de francês língua estrangeira sempre me chamou a atenção que os programas e materiais didáticos para o ensino do galego e do castelhano fossem em geral muito semelhantes e apresentassem numerosas sobreposições. Esta similitude é talvez maior se observamos os recursos pedagógicos para as outras matérias, ministradas em galego ou em castelhano segundo o estipulado no chamado Decreto de Plurilinguísmo. Parece como se as autoridades educativas assumissem que a competência em galego e em castelhano é similar em todo o país.

 1 comentarios en: Cultura, Língua karma: 88
11votadas
pechado

Vídeo-dica @emgalego: rolha

A Wiktoria Grygierzec explica-nos neste vídeo-dica como estám vivas algumhas palavras que muitos acham desaparecidas. É o caso de "rolha" que nos aconselha a usar.

8votadas
pechado

Aprende a pronunciar Zara no dialeto do Norte de Castela

Neste video poderás aprender a vocalizar o nome da marca do emporio Inditex no dialecto de Arteixo, Northern Castilian.

 2 comentarios en: Cultura, Língua karma: 89
14votadas
pechado

"La Voz de Galicia" converte Roças em «Las Rozas» imaxe

O jornal supremacista espanhol "La Voz de Galicia" voltou mais uma vez a praticar o supremacismo linguístico espanhol, traduzindo os topónimos galegos para a sua versão inexistente e ilegal em castelhano. Assim, a localidade luguesa das Roças é traduzida para «Las Rozas» (sic) numa notícia deste jornal galhego:

pbs.twimg.com

 2 comentarios en: Cultura, Língua karma: 90
14votadas
pechado

Prontuário Ortográfico Galego [livro íntegro]

Prontuário da Associaçom Galega da Língua (AGAL) publicado em 1985, apresentado como método de aprendizagem e consulta rápida de dúvidas para a ortografia reintegrada da nossa língua. Também está disponível no ISSUU: issuu.com/aestudosgalegos/docs/prontu__rio_ortogr__fico_galego

 2 comentarios en: Cultura, Língua karma: 99
17votadas
pechado

Estudo Crítico das Normas ILG-RAG [livro íntegro]

O Estudo Crítico é a resposta da Associaçom Galega da Língua (AGAL) às Normas ortográficas e morfolóxicas do idioma galego elaboradas polo ILG e a RAG no ano 1982. Nele analisam todas as eivas e contradições das ditas Normas e avançam a sua própria proposta de ortografia convergente com o resto da Lusofonia. Também disponível no ISSUU: issuu.com/aestudosgalegos/docs/estudo_cr__tico_2___edi__om

 3 comentarios en: Cultura, Língua karma: 109
14votadas
pechado

Vídeo-dica @emgalego: bueeno vídeo

O Eliseu Mera dá-nos neste vídeo-dica alternativas para substituir esse "bueno" com o que costumamos lançar qualquer frase.

19votadas
pechado

A LOMCE e a Lusofonia

Acho que nunca imaginámos que a LOMCE pudesse trazer algo de positivo ao curriculum escolar. E, no entanto, trouxo. Como professora de galego e de português no ensino secundário, a minha surpresa foi imensa, quando, recentemente, ao folhear o manual de Língua Galega de 1º de Bacharelato que usamos no meu departamento, me encontrei com umha epígrafe dedicada à Lusofonia. Logicamente, mal saí da aula esse dia, fui contrastar com manuais doutras editoras, para comprovar que, com efeito, a Lusofonia aparecia em todos.

14votadas
pechado

aPorto Júnior na Páscoa

Os aPorto, até então centrados no público adulto, oferecem agora uma versão para jovens entre 16 e 23 anos. São, ao todo, 50 vagas. Decorrerá na Páscoa com saída no dia 20 de fevereiro, domingo à noite, e regresso no dia 26, sábado de manhã. Quanto à programação, passível de pequenas mudanças, inclui passeios guiados pola cidade, visita ao museu do elétrico, teatro, ateliê de teatro, Serralves, Caves do Porto, Passeio marítimo polo Douro, visita a grafites, ateliê de grafites, visita ao World of Discoveries, jantar africano e noite com DJ.

Do 20/02/2016 ata o 26/02/2016

Chuza