Benvido ao antigo chuza. Esta web é de só lectura. Preme aquí para ires ao novo Chuza!
 
21votadas
pechado

Reintegremos o galego no português

Para fazerem desaparecer as línguas que estorvam os estados com vocaçom lingüicida tenhem diversas soluções ao seu alcance que funcionam mais ou menos bem. Espanha foi avondo eficaz, ao menos na Galiza. Lá agiu em dous tempos. Primeiro, convenceu os galego-falantes de que a sua língua já nom tinha nada a ver com o português. Se os dous milhões e meio de galegos falassem todos galego, já ora, nom haveria qualquer problema. Nom é, porém, o caso. A segunda etapa consiste em aproveitar a insegurança lingüística dos falantes de umha língua separada.

19votadas
pechado

'História da Língua em Banda Desenhada' [pdf]

'História da Língua en Banda Desenhada', um clássico da banda desenhada na Galiza publicada em 1992 por diversas associações em prol da Língua, narra e explica de forma pormenorizada, amena e simpática a História da Língua Galega e as diversas fases e estádios que ela travessou para chegar até aos nossos dias tal e como a conhecemos. Imprescindível para qualquer pessoa que queira conhecer o desenvolvimento e a situação histórica e atual da nossa Língua e as sucessivas vicissitudes históricas polas que já passou.

 3 comentarios en: Cultura, Língua karma: 94
26votadas
pechado

O Conselho da Europa critica que na justiça do estado espanhol, na prática impossibilita-se usar a língua da Galiza

Recomendação sobre a aplicação da Carta Europeia das Línguas Regionais e Minoritária e a sua aplicação na Espanha (adotada no Conselho de Ministros de 16 de janeiro de 2016, após a 1245 reunião dos Delegados dos Ministros). Reclamam do estado espanhol "que modifique o quadro legal para que as autoridades judiciais penais, civis e administrativas nas comunidades autónomas podam levar a termo os processos nas línguas oficiais dos territórios, sempre que uma parte o reclamar".

 1 comentarios en: Cultura, Língua karma: 76
20votadas
pechado

Votação «vergonhosa» chumba lei de línguas na França

A assembleia francesa rejeitou na passada semana a lei de línguas regionais que apresentara o deputado Paul Molac, da União Democrática Bretã. O projeto revindicava tanto a promoção do ensino nas línguas não oficiais do Estado francês (catalão, occitano, basco, corso, bretão, flamengo e alsaciano) como a sua presença no espaço público e os meios de comunicação. A rejeição produziu-se numa «vergonhosa» votação, em que se contárom os votos de 4 deputados ausentes, com a que a assembleia francesa rejeitou a lei de línguas regionais.

16votadas
pechado

Apresentaçom pública da Associaçom de Estudos Galegos (AEG)

Sábado, dia 16, será apresentada a AEG. A nova entidade promete trabalhar para a «padronizaçom da nossa língua a nível académico, científico e social».

12votadas
pechado

Ernesto V. Souza, novo diretor do PGL

Ernesto Vasques Souza, colaborador do Portal Galego da Língua (PGL) desde há dez anos, é a partir de hoje o novo diretor. Emigrado em Valhadolid, o novo diretor do Portal faz questão deste assunto numa Galiza que «esquece a emigração», algo que em sua opinião «é um erro. Deve-se reivindicar. E os emigrados devemo-nos reivindicar e fazer ver». Outro facto que o novo diretor salienta é a reunião e convergência que o PGL possibilita: «A genialidade do Portal foi que permitiu reunir pessoal de grupos diversos e pessoas isoladas num espaço comum».

 1 comentarios en: Cultura, Língua karma: 85
21votadas
pechado

As 100 palavras em galego para designar a merda

Pois bem, eu renego totalmente deste riquinhismo, deste galeguismo de anúncio de Gadis, desta idealizaçom romântica da Galiza e a sua língua. O galego nom é umha língua preciosa que tenha que estudar-se como umha língua preciosa. Contra o Miña terra galega, donde el cielo es siempre gris dos Siniestro Total, eu proponho o Galicia es una mierda dos Ataque Escampe. E contra as "100 palavras em galego para designar a chuva", eu ofereço-vos as "100 palavras em galego para designar a merda". Preparai-vos, que aí vos vam.

 1 comentarios en: Cultura, Língua karma: 88
16votadas
pechado

As 100 palabras en galego para designar a choiva

Así que non é certa a lenda dos esquimós e a palabra neve. Pero si é verdade que os galegos teñen máis de cen palabras para designar a choiva, das que 61 a denominan directamente. As razóns resultan bastante obvias.

 1 comentarios en: Cultura, Língua karma: 84
18votadas
pechado

Cando o nacionalismo espanhol quer parecer "gayeguista" imaxe

Quadrinho de Mincinho sobre esses que muito orneian para negar o portugués na GZ. Son sempre elementos que fan a vida en espanhol e o galego para eles non existe máis que para certos rituais e contar as piadas.

 1 comentarios en: Cultura, Língua karma: 88
13votadas
pechado

AGAL lança um novo canal participativo de vídeos com dicas lingüísticas

No passado 21 de dezembro a Associaçom Galega da Língua (AGAL) lançou no Twitter o consultório lingüístico @emgalego, que vai caminho já das quatrocentas pessoas seguidoras, mais de cem mensagens publicadas e várias dúzias de consultas respondidas. A partir de hoje, esta ferramenta vai-se complementar com um canal no Youtube em que se publicará ao menos um vídeo por semana. É convidada a participar toda pessoa que tiver um conselho lingüístico para compartilhar. | Canal no Youtube: bit.ly/1O9yxon

17votadas
pechado

Sergas, magóasme nos ollos (III)

Xa hai un tempiño das dúas primeiras entregas do SERGAS, magóasme nos ollos, mais parece que non tivo demasiado efecto, xa que continúan a aparecer erros lingüísticos por todas as partes. Á vista disto, vamos continuar con esta terceira entrega, para ver se dunha vez os organismos públicos toman consciencia e comezan a usar o galego correctamente.

 1 comentarios en: Cultura, Língua karma: 77
15votadas
pechado

um teste que avalia a discriminação linguística na Catalunha, e que serve para a Galiza

A Constituição espanhola reconhece o português da Galiza como língua oficial do Estado? NÃO SIM RESPOSTA CORRETA a única língua oficial do Estado é o castelhano.

21votadas
pechado

Carlos Guitián: Tiven pacientes que deixaron de vir a miña consulta por falar en galego

Carlos Guitián revolucionou o campo da Uroloxía en Ourense na década dos 60.Sempre lle gustou estar ao carón dos humildes e defender o uso do galego, "unha lingua moi maltratada durante a época de Franco".

 2 comentarios en: Cultura, Língua karma: 93
20votadas
pechado

Por que pasei a escribir en galego?

Levo dende 2011 escribindo neste blog, aínda que cambiase de plataforma, aínda que non escribise de forma regular. O conto é que ata este ano o blog estaba escrito integramente en castelán. Isto é debido a diferentes motivos, entre os cales atopamos certos prexuizos lingüísticos, sen os cales, sería completamente incomprensible que unha persoa galegofalante escribise integramente en castelán.

 1 comentarios en: Cultura, Língua karma: 84
17votadas
pechado

Pronúncia da Galécia Bracarense é o mais próximo do português original vídeo

Defendem os linguistas que é no norte de Portugal que o português está mais «conservado». Os seus habitantes têm orgulho da forma «diferente» de falar.

 1 comentarios en: Cultura, Língua karma: 85

Chuza